Aos 42 anos, brasileiro consegue índice para a maratona do Mundial de Oregon

Must Read


Paulo Roberto de Almeida Paula, aos 42 anos, foi o grande destaque entre os brasileiros que disputaram a Maratona Internacional de Sevilha, prova da série World Athletics Elite Label. O atleta completou a prova na 19ª colocação, quebrando o recorde pessoal, o recorde sul-americano e garantiu a qualificação para o Campeonato Mundial de Eugene, que será realizado de 15 a 24 de julho, nos Estados Unidos.

Paulo Paula tinha 2h10min08s como melhor marca, obtida também em Sevilha, em 2020, quando conseguiu índice para a maratona da Olimpíada de Tóquio. A marca mínima exigida pela entidade para o Mundial é de 2h11min30s. Ele está em busca de participar de sua quarta olimpíada, em Paris 2024.

“Estava bem preparado, na melhor forma da minha carreira e tinha como meta o índice. Foram três meses de muito treinamento, dois em Dracena, em São Paulo, e um em Portugal, onde me adaptei ao clima de Sevilha”, disse Paulo, que terminou a prova reclamando de câimbras. “As dores começaram no km 37 e passei a sentir ‘fisgadas’ no 40. Como passei forte na meia maratona, (1h04min41s), deu para atingir o objetivo.”

Paulo é o atleta mais velho da elite mundial das maratonas, já que completa 43 anos no dia 8 de julho, e é treinado por seu irmão gêmeo Luiz Fernando de Almeida Paula: “Fizemos um trabalho muito forte para atacar dois problemas que atrapalhavam o Paulo: a perda de peso e as câimbras no período de treinamento. Desta vez, conseguimos fazer uma boa preparação, sem que ele reclamasse de nenhuma dor muscular”, comentou Luiz Fernando.

No masculino, Edson Amaro completou a prova na 52ª colocação, com 2h14min23s. Já no feminino, as atletas Andreia Hessel (2h35min33s), que ficou em 27º lugar, e Adriana Aparecida da Silva, com 2h51min51s, não chegaram perto do índice de 2h29min30s. Wellington Bezerra da Silva, Flavio Guimarães e Justino Pedro da Silva abandonaram a corrida por volta do km 25.

A competição contou com a participação de atletas de 83 países, depois de não ter sido disputada em 2021 por conta de covid-19.

O etíope Asrar Abderehman foi o campeão, com 2h04min43s, seguido pelo compatriota Adeledelew Mamo, com 2h05min12s. Ghirmay Ghebreslassie, da Eritreia, terminou em terceiro, com 2h05min34s.No feminino, o pódio foi todo etíope, com Alemu Megertu como campeã com 2h18min51s, seguida de Sisay Meseret Gola (2h20min50s) e de Yeshi Kalayu Chekole (2h21min17s).

Deixe seu comentário





Source link

- Advertisement -spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -spot_img
Latest News

Aplicativo é melhor que médicos para analisar exames de fezes, diz estudo

Um aplicativo para celular foi considerado tão eficiente quanto a análise de amostras de fezes para o diagnóstico...
- Advertisement -spot_img

More Articles Like This

- Advertisement -spot_img